segunda-feira, 19 de maio de 2008

Ai ai as "petas"!

Pois é, já são tão crescidos, mas ainda tão viciados nas chupetas que até mete dó! E o pior é que só era preciso um esforcinho por parte dos papás para deixar a chupeta de vez! Na creche só a usam para dormir, mas quando a mãe ou o pai chegam enfiam-lhes na boca aquilo para não chorarem (e para não chatearem os pais, diga-se de passagem) e pronto, o hábito está instalado! Algumas crianças já estão a ficar com a dita "boca de chupeta", a dentição alterada e isso não é nada bom, podendo advir daí problemas na fala... Por isso iniciamos o processo de deixar a chupeta gradativamente, de modo a não fazer nada brusco e sem justificação para as crianças...
A chupeta já deixou de ser um elemento apaziguador nas horas de mais ansiedade ou nervosismo, é simplesmente um remendo que se coloca ali, como uma chiclete, tornando-se uma fonte de prazer, mas que é, nesta altura do campeonato, desnecessária, dada já a maturidade das crianças que têm 2 anos e meio. Claro que este não é um processo fácil, especialmente em casa mas quase nada é fácil neste mundo, como se diz aqui: "A frustração é considerada uma questão superável. Trata-se de encontrar mecanismos não para deixar de sofrer -porque fazer de conta que não aconteceu nada é inviável-, mas para não ficar paralisado, estagnado."

A chupeta, que apenas está presente na hora da sesta é retirada logo após eles adormecerem e algumas das crianças já nem sequer as levam para o dormitório... Para isso falámos da "história do Pai Natal",que trará em troca da chupeta um lindo presente! Esta historieta sinceramente não não me convence muito porque foi inventada`"à pressão", mas foi do que me lembrei e para já tem dado alguns frutos... (Pai Natal em Maio... hm... eu estarei boa da cabeça?) Agora obrigatoriamente terei de arranjar um lindo presente para os reguilas!

3 comentários:

Ana Raquel disse...

Isso acontecia-me imenso quando trabalhei pela primeira vez em creche: lá andavamos nós a tirar as chuchas às crianças, apenas as tinham para a sesta e vinham os pais e pimba tiravam das mochilas e já está! Que raiva que me dava! E houve lguns que me disseram que o pediatra diz que a dentição "vai ao lugar"...
também concordo que deve ser um precesso gradativo e concordo com as Histórias da fantasia para ajudar nessa situação.
Bj*

Paula disse...

já sou visita assídua deste cantinho há algum tempo mas acho que nunca comentei.

Hehe para a minha filha arranjei-lhe uma prima da fadas dos dentes, a fada das chuchas, que quando os meninos faziam 3 anos levava as chuchas dos meninos e deixava uma prendinha. Resultou bem (até melhor do que eu estava à espera).

O meu filho mais velho deixou-a com 2 anos (foi um cao que levou hehe)

SílviA disse...

Olha, o coemntario em cima era p aqui :P